Cissexual, cisgênero e cissexismo: um glossário básico

Esse texto é a minha tentativa de esclarecer, breve e didaticamente, conceitos como cisgeneridade e cissexismo. Para isto, comecemos definindo dois conceitos importantes:

Pessoas cisgêneras: pessoas que foram designadas com um gênero ao nascer e se identificam com ele. Sinônimo de cissexual. Abreviado como cis.
Pessoas transgêneras: pessoas que foram designadas com um gênero a nascer e não se identificam com ele.

Essa definição é simplista e incompleta, mas a acho suficiente para os propósitos de uma introdução. Usando esta primeira definição, podemos concluir que um homem cis é uma pessoa que, ao nascer, foi designada como homem e, durante a sua vida, se identifica como homem. É importante não pensar em termos como “biológico” ou “genético” por três razões principais:

  1. Essa designação é feita, primariamente, constando-se a presença de um pênis ou uma vulva, e não através de qualquer teste biológico criterioso, exceto em:
  2. Bebês intersexuais com genitálias ambíguas. Nesse caso, a designação é feita baseando-se, vulgarmente, no que estiver mais próximo do padrão diádico (não-intersexual), muitas vezes com intervenções cirúrgicas coercitivas para “corrigir” o corpo da pessoa.
  3. Pois supõe-se que corpos “masculinos” ou “femininos” existem como categorias naturais e opostas entre si.

Esqueça momentaneamente as aulas de biologia e suas terminologias problemáticas (analisá-las e propor alternativas está além do escopo desse texto). Existem pessoas, através de diversas épocas e em diversas culturais, que tinham pênis e se identificavam como mulheres. Existem pessoas, através de diversas épocas e diversas culturas, que tinham vulvas e se identificavam como homens. Esse fato simples, mas difícil de aceitar, joga por terra a ideia de que um pênis, uma vulva, ou qualquer característica sexual secundária (como seios) sejam em essência masculinas ou femininas.

Outra ideia importante a se desmontar é que pessoas cis simplesmente “sejam” o seu gênero. Todas as pessoas se identificam como um gênero. Todas as pessoas constroem o próprio gênero. A única diferença é que pessoas cis tem o privilégio de não perceberem que o fazem, pois esse gênero lhe é dado de bandeja desde o nascimento, criando a falsa impressão de que uma mulher cis simplesmente “é mulher” pois tem vulva, ou útero, ou seios; enquanto que uma mulher trans* “se identifique como” mulher, apesar de ter um pênis, ou testículos, ou barba.

A isso se dá o nome de cissexismo: colocar pessoas cis como o padrão natural de gênero e corpos; ignorar, apagar ou considerar menos válidas experiências e corpos não-cis.

Cissexismo se distingue da transfobia por se tratar de uma violência velada, enquanto a transfobia se trata de violência explícita (mas não necessariamente física) contra pessoas trans.

Anúncios

Uma opinião sobre “Cissexual, cisgênero e cissexismo: um glossário básico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s